Durante investigações de "Liga da Justiça", Warner Bros. relata que Ray Fisher não colabora com o caso

O ator rebateu com provas as declarações da Warner.
O ator rebateu com provas as declarações da Warner.
PorBruna Pinheiro05/09/2020 19h43

Durante várias semanas, o ator Ray Fisher, famoso por interpretar o Ciborgue no longa "Liga da Justiça", denunciou em seu Twitter que o diretor do filme e os seus produtores eram abusivos com a equipe durante a gravação do longa. Com isso, a Warner Bros., responsável pela produção, iniciou uma investigação sobre o caso, mas tem enfrentado vários desafios.

Na sexta (4), o ator relatou que recebeu uma ligação do presidente da DC Films, durante a qual ele tentou fazer com que as críticas se centrassem em Joss Whedon e Jon Berg e livrassem Geoff Johns. No mesmo dia, Warner emitiu um comunicado contrariando as falas de Fisher. "O Sr. Fisher insistiu que a WarnerMedia contratasse um investigador independente. Este investigador tentou várias vezes se encontrar com o Sr. Fisher para discutir suas preocupações, mas, até o momento, ele se recusou a falar", declarou a empresa.

A empresa havia dito que contrataria uma equipe terceirizada para conduzir a investigação de maneira independente e não tendenciosa, mas Fisher relatou que não é isso que está ocorrendo. Já no sábado (5), Fisher compartilhou uma captura de tela de um e-mail que alegou ter enviado para sua equipe responsável pela investigação e para o SAG-AFTRA em 26 de agosto, após uma reunião com o investigador pelo Zoom. “Acabei de falar com o investigador. Tive que terminar a entrevista antes de entrar em detalhes com ele. Ele definitivamente foi contratado pela Warner Bros. Pictures, não pela Warner Media", disse.

Em meio a este problema, "Liga da Justiça" irá ganhar a sua versão de diretor de Zack Snyder através do streaming HBO Max.

+Liga da Justiça

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1