83% dos brasileiros apoiam uso de máscara contra Covid-19, diz pesquisa

Apesar do resultado estatístico, as aglomerações continuam evidentes em diversas regiões
Apesar do resultado estatístico, as aglomerações continuam evidentes em diversas regiões
PorMarcos Henderson08/09/2020 12h38

Uma pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) encomendada pelo jornal O Globo revela que 83% dos brasileiros concorda com o os protocolos de segurança contra a Covid-19, como a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais públicos. O resultado também foi separado por grupos ideológicos, constatando que os cidadãos assumidamente de esquerda representam uma fração maior de apoio às medidas (91%), contra 78% para os que se auto-intitulavam de direita. 

2.626 indivíduos maiores de 18 anos participaram da pesquisa, que foi restringida às classes A, B e C com informações coletadas pelo painel de internautas do Ibope. O levantamento também aponta que 71% dos entrevistados acreditam que a Covid-19 teve um impacto maior do que o esperado no Brasil, e dentro desse grupo, 33% acredita que o presidente Jair Bolsonaro foi o principal culpado, enquanto outros 38% afirmam que a própria população tem a culpa. 

33% da população acredita que Bolsonaro é o principal culpado pelo forte impacto da pandemia no Brasil
33% da população acredita que Bolsonaro é o principal culpado pelo forte impacto da pandemia no Brasil
33% da população acredita que Bolsonaro é o principal culpado pelo forte impacto da pandemia no Brasil

Volta às aulas 

Entre os questionamentos, os entrevistados também precisavam opinar sobre a volta às aulas, e o resultado mostra que 72% dos brasileiros são a favor do retorno das atividades escolares somente após a chegada de uma vacina eficaz contra o novo coronavírus. 

As escolas brasileiras ainda enfrentam um clima de indecisão sobre o retorno das atividades, interrompidas desde março. Na última semana, o Pará iniciou gradativamente a abertura de escolas particulares e municipais em algumas cidades, e no dia 10 de agosto, o Amazonas retornou as aulas presenciais. 

Nesta terça-feira (8), foi anunciada a abertura das escolas públicas e privadas do estado de São Paulo para aulas de reforço e tutoria, além de atividades esportivas, restritas às regiões que estejam na fase amarela do plano de flexibilização econômica há pelo menos um mês.

+Coronavírus

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson