Chloe x Halle são capa da "Cosmopolitan" e contam sobre live-action de "A Pequena Sereia"

Halle recebeu várias mensagens racistas quando foi confirmada como a personagem 'Ariel'.
Halle recebeu várias mensagens racistas quando foi confirmada como a personagem 'Ariel'.
PorBruna Pinheiro09/09/2020 11h21

A dupla Chloe x Halle fez um ensaio fotográfico perfeito para a capa da revista "Cosmopolitan" e conversaram bastante sobre o momento atual das irmãs na música e também em outras produções artísticas.

As irmãs indicadas ao Grammy, Chloe e Halle Bailey estão no foco da mídia atualmente, em especial pela mentoria que recebem de ninguém menos do que Beyoncé. Recentemente, apresentaram-se com seus vocais maravilhosos no VMA 2020, ao lado de cantores consagrados da música pop americana. Confira algumas fotos do ensaio:

Chloe e Halle contaram sobre seu processo criativo para o desenvolvimento do álbum "Ungodly Hour", dizendo que seu título simboliza a ideia de que há espaço para erros e autoaceitação, mesmo em seus momentos imperfeitos. “É normal aceitar tudo o que você é, todas as suas camadas”, explica Chloe. Mas o processo criativo não foi fácil, especialmente na busca de um sucesso para as rádios e streamings.

Mesmo com altos e baixos, "Unngodly Hour" alcançou rapidamente a lista dos 50 melhores álbuns da Rolling Stone de 2020 e estreou no top 20 da parada da Billboard, sua classificação mais alta até agora. O momento em que os Estados Unidos passava, com o assassinato de várias pessoas negras foi determinante para o adiamento do lançamento, já que as irmãs temiam ser desrespeitosas e viram após um certo período que era necessário lançar, já que, segundo Halle, “A música tem sido uma grande cura para a comunidade negra desde o início dos tempos”.

Chloe terminou recentemente a produção do próximo thriller de Russell Crowe, The Georgetown Project, enquanto Halle se prepara para seu papel principal como Ariel no live-action de "A Pequena Sereia". Infelizmente, quando anunciada a sua participação, a artista recebeu várias críticas e comentários racistas sobre o seu papel, mas diz não prestar atenção na negatividade e sim na representatividade.

Halle relatou que já passou três meses gravando no Reino Unido, boa parte inclusive no processo de trilha sonora da produção. “Toda vez que oportunidades individuais aparecem, é animador porque quando uma de nós ganha, a outra também o faz”, acrescentou a artista. 

+Pop

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1