Diário 24 Horas

Assalto a banco em Cametá repete cenas violentas de Criciúma

Criminosos utilizaram reféns como escudos após explodirem uma agência do Banco do Brasil no interior do Pará
Criminosos utilizaram reféns como escudos após explodirem uma agência do Banco do Brasil no interior do Pará
PorMarcos Henderson

Mais uma agência do Banco do Brasil se tornou alvo de uma quadrilha, desta vez em Cametá (PA), no início da madrugada desta quarta-feira (2), repetindo as cenas de violência praticadas no Centro de Criciúma na madrugada de terça-feira (1º). 

Um grupo de pelo menos 20 criminosos tomou as ruas da cidade paraense que fica a 235km de Belém, fazendo reféns e provocando uma noite de terror de acordo com relatos dos moradores que presenciaram trechos da ação. Um dos reféns, identificado como Alessandro de Jesus Lopes Moraes, morreu após ser baleado pelos assaltantes, e outra pessoa foi internada após ser atingida na perna pelos disparos de fogo. 

Os criminosos levaram aproximadamente uma hora e meia para concluir o assalto, um pouco menos que a ação registrada em Criciúma, que contou com pelo menos 30 assaltantes. Para escapar da polícia em Cametá, o grupo utilizou reféns capturados em bares da região como escudos até conseguir escapar de carro e, depois, em barcos. Ninguém foi preso. 

O usuário do Twitter, John Victor, publicou um vídeo mostrando o momento em que reféns são conduzidos pelos criminosos em uma praça da região onde, segundo relatos dos moradores, diversas pessoas estavam reunidas antes do assalto devido à partida entre Flamengo e Racing pela Copa Libertadores. Assista:

A A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) informou, em nota, que a normalidade já havia sido reestabelecida em Cametá após a chegada de efetivos policiais de outras cidades e regiões. "Foram empregados, ainda duas aeronaves e uma embarcação. Mais de 20 criminosos fortemente armados, com armas de grosso calibre, como fuzis, estavam envolvidos na ação que durou mais de uma hora e teve como alvo o Banco do Brasil", diz o comunicado.

O governador do Pará, Helder Barbalho, afirmou ainda na madrugada que já havia entrado em contato com a cúpula da segurança pública do Estado para acompanhar o caso. Por volta de 8h, ele avisou em uma rede social que já estava providenciando sua viagem a Cametá, enviando um recado para a quadrilha: "A audácia do grupo criminoso não ficará impune". Duas horas depois, Barbalho publicou um vídeo em frente à aeronave, antes de partir para o município acompanhado da cúpula de segurança. Veja:

As equipes policiais encontraram uma caminhonete abandonada no quilômetro 15 da estrada que faz conexão com Tucuruí, município vizinho. A Segup informou que foram encontrados diversos explosivos dentro do veículo. 

+Polícia

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson