Diário 24 Horas

Com mais de 186 mil mortos por Covid-19, Bolsonaro diz que "pressa por vacina não se justifica"

'Governador, não estamos com pressa em gastar dinheiro, nossa presa é salvar vidas', afirmou Bolsonaro sobre João Doria.
'Governador, não estamos com pressa em gastar dinheiro, nossa presa é salvar vidas', afirmou Bolsonaro sobre João Doria.
PorBruna Pinheiro

Em entrevista conduzida por Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a polemizar sobre a vacina contra Covid-19. Ele voltou a afirmar que a pandemia está "chegando ao fim" apesar do alto número de mortos e infectados pela doença ainda ser crescente.

A entrevista foi disponibilizada neste sábado (19) pelo filho do presidente, que pergunta quais as perspectivas do governo para a vacinar a população.  Para Bolsonaro essa "pressa por vacina não se justifica porque você mexe com a vida das pessoas", reforçando a fala dita anteriormente pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que ao ser perguntando pelo plano do governo para vacinação disse: "Para que essa ansiedade, essa angústia?".

"Não há guerra, não há politização da minha parte. Nós esperamos uma vacina segura. Parece que a Inglaterra começou a vacinar agora. Por que a gente tem que ser o primeiro?", completou o presidente. Para ele, há muito "interesse" por parte dos governadores nos R$ 20 bilhões que o governo disponibilizou para a compra do imunizante.

Atualmente, o Brasil registra 7.213.155 casos de Covid-19 e o triste número de 186.356 mortos pela doença. O plano de vacinação do governo foi apresentado na última quarta-feira (16), mas a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda não recebeu nenhum pedido de empresas ou laboratórios para uso emergencial da vacina.

Na entrevista, outras pautas também foram abordadas, como as constantes ameaças que o presidente diz receber para que não termine seu mandato, sobre a formação do seu novo partido de direita para as eleições de 2022 e exalta novamente as obras do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, torturador da ditadura condenado. Confira a entrevista na íntegra:

+Bolsonaro

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1