Winona Ryder acusa Mel Gibson de fazer comentários anti-semitas e homofóbicos

Atriz relembrou episódios polêmicos envolvendo Gibson em entrevista ao The Sunday Times
Atriz relembrou episódios polêmicos envolvendo Gibson em entrevista ao The Sunday Times
PorMarcos Henderson23/06/2020 13h24

Winona Ryder acusou Mel Gibson de fazer comentários anti-semitas e homofóbicos em uma entrevista ao The Sunday Times. A estrela de "Stranger Things" foi perguntada por um repórter sobre experiências de anti-semitismo na indústria e ela respondeu com vários exemplos.

"Eu tenho... de maneiras interessantes", explicou ela. "Há momentos em que as pessoas dizem: 'Espere, você é judeu? Mas você é tão bonita! ”Havia um filme que eu participei há muito tempo, era uma peça de época, e o diretor do estúdio, que era judeu, disse que eu parecia 'judeu demais' para ficar de azul."

Ela também contou um desentendimento perturbador com Mel Gibson. "Estávamos em uma festa lotada com uma das minhas boas amigas", disse ela. “E Mel Gibson estava fumando um charuto, todos nós conversamos e ele disse ao meu amigo, que é gay: 'Oh, espere, eu vou pegar AIDS?' E então surgiu algo sobre os judeus, e ele disse: 'Você não é um oven dodger, é?'". A expressão "oven dodger" é comumente utilizada como termo pejorativo direcionado aos judeus que escaparam dos fornos dos campos de concentração nazistas. 

Gibson teve outra explosão antissemita notável quando um relatório da polícia revelou frases polêmicas do cineasta. "Os judeus são responsáveis ​​por todas as guerras do mundo!", disse ele durante uma prisão em julho de 2006. Na época, ele explicou que se envolveu em um incidente infeliz. "Eu estava carregado, com raiva e preso. Fui registrado ilegalmente por um policial sem escrúpulos que nunca foi processado por esse crime. E então foi tornado público por ele com fins lucrativos e por membros de - chamaremos de imprensa. Então, não é justo. Acho que quem eu sou, nunca estou autorizado a ter um colapso nervoso”, disse o astro, que até o momento não se pronunciou sobre as novas acusações de Ryder. 

Ainda durante a entrevista recente, Ryder afirma que "não é religiosa, mas eu me identifico. É uma coisa difícil para mim, porque eu tinha uma família que morreu nos campos, por isso sempre fiquei fascinado com esse tempo. "

+Acusações

0
0
1
Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson