Microsoft confirma planos de comprar o TikTok após diálogo sobre espionagem com Trump

Negociações devem se estender no máximo até 15 de setembro de 2020
Negociações devem se estender no máximo até 15 de setembro de 2020
PorMarcos Henderson03/08/2020 10h18

A Microsoft confirmou que está preparada para continuar as discussões sobre a possibilidade de comprar o TikTok. O diretor executivo da Microsoft, Satya Nadella, revelou em um blog que a empresa discutiu as preocupações de segurança com o presidente dos EUA, Donald Trump, e planeja fechar o acordo com a empresa-mãe do TikTok, a Bytedance, até 15 de setembro de 2020. A notícia chega pouco depois depois que o presidente norte-americano constatou o desejo de proibir o app chinês nos EUA

"A Microsoft aprecia totalmente a importância de abordar as preocupações do presidente. Ele está comprometido em adquirir o TikTok, sujeito a uma revisão completa da segurança e a fornecer benefícios econômicos adequados aos Estados Unidos, incluindo o Tesouro dos Estados Unidos", afirma o blog da Microsoft. "A Microsoft se moverá rapidamente para prosseguir as discussões com a controladora do TikTok, ByteDance, em questão de semanas e, em qualquer caso, concluir essas discussões até 15 de setembro de 2020. Durante esse processo, a Microsoft espera continuar o diálogo com o Governo dos Estados Unidos, inclusive com o presidente”, prossegue. 

Satya Nadella planeja fechar acordo com a ByteDance
Satya Nadella planeja fechar acordo com a ByteDance
Satya Nadella planeja fechar acordo com a ByteDance

Se a empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen assumir o braço americano do TikTok, deverá operar a plataforma de vídeo em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. “As duas empresas notificaram sua intenção de explorar uma proposta preliminar que envolveria a compra do serviço TikTok nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia e resultaria na posse e operação da TikTok nesses mercados. A Microsoft pode convidar outros investidores americanos a participar minoritariamente nesta compra ”, disse a Microsoft, também garantindo que todos os dados privados dos usuários americanos serão excluídos dos servidores fora do país após a conclusão das negociações. 

Esta é uma das principais razões pelas quais o TikTok, atualmente liderado pelo ex-Disney Kevin Mayer, está enfrentando problemas em países como os Estados Unidos e até a Índia, onde foi banido há alguns meses. O TikTok foi acusado de compartilhar dados privados de usuários com a China. A Microsoft tomará conhecimento de todas as preocupações de segurança e privacidade, e também planeja adicionar proteções de segurança, privacidade e segurança digital de classe mundial. Também garante total transparência aos usuários e governos.

“Essa nova estrutura se baseará na experiência que os usuários do TikTok atualmente adoram, além de adicionar proteções de segurança, privacidade e segurança digital de classe mundial", garante a empresa, que ainda está nas discussões preliminares e, por isso, deixou claro que não fornecerá maiores informações no momento, a menos que as negociações avancem consideravelmente. 

+Internacional

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson