Recurso 'Reels' do Instagram chega aos EUA após testes no Brasil; Como usar

Recurso semelhante ao TikTok já estava em testes no Brasil desde o final do ano passado
Recurso semelhante ao TikTok já estava em testes no Brasil desde o final do ano passado
PorMarcos Henderson05/08/2020 13h20

O recurso "Reels", do Instagram, já está disponível no Brasil desde o final de 2019 com o nome "Cenas", mas só nesta quarta-feira (5) foi disponibilizado para os Estados Unidos e mais de 50 países, incluindo Índia, França, Alemanha, Japão, Austrália e Reino Unido. 

A nova ferramenta permite aos usuários gravar, editar, compartilhar e descobrir vídeos de até 15 segundos, incluindo milhões de músicas licenciadas por empresas do ramo. Para a diretora de gerenciamento de produtos do Instagram, Tessa Lyons, o "Reels" será "uma grande parte do futuro do entretenimento" na plataforma, pois "as pessoas sempre vêm ao Instagram para se expressar e se divertir". 

O recurso, entretanto, não é muito original, pois se assemelha muito com a proposta do TikTok. Na semana passada, o CEO da companhia chinesa, Kevin Mayer, escreveu um post em seu blog atacando o novo lançamento. "O Facebook está lançando outro produto imitador, o Reels (vinculado ao Instagram), depois que o outro imitador Lasso falhou rapidamente”, disparou Mayer, relembrando o fracasso da aposta lançada pelo Facebook em 2018. 

A Microsoft planeja fechar um acordo com a "empresa mãe" do TikTok, a ByteDance, com o prazo máximo até 15 de setembro, conforme ditado pelo presidente Donald Trump em conversa direta com o CEO da transnacional americana, Satya Nadella. A situação mantém o futuro do App chinês incerto em território norte-americano, e facilita o cenário para o Instagram com o lançamento oficial do "Reels", responsável por complementar os demais recursos disponíveis na plataforma: os Stories (cópia do Snapchat para divulgação de conteúdos instantâneos), Live, e IGTV (para conteúdo de formato mais longo). 

Incertezas sobre o futuro do TikTok nos EUA pode impulsionar retorno positivo ao Instagram
Incertezas sobre o futuro do TikTok nos EUA pode impulsionar retorno positivo ao Instagram
Incertezas sobre o futuro do TikTok nos EUA pode impulsionar retorno positivo ao Instagram

Existem "dezenas de milhões" de músicas disponíveis no Instagram Reels, disse Lyons. Esses são os mesmos acordos de licenciamento que o Facebook assinou com empresas como Universal Music Group, Warner Music Group e Sony Music para incorporar vídeos de sincronização labial no News Feed e no Facebook Stories. Os usuários do Instagram podem optar por compartilhar seus vídeos do Reels apenas com amigos e seguidores - ou, por padrão, eles estarão disponíveis publicamente em uma nova área na seção "Explorar" do aplicativo.

Para usar o "Reels", não tem segredo. Basta abrir a câmera na função "Stories" e selecionar o recurso na região inferior da tela. No canto esquerdo superior, são exibidas quatro opções ("Audio", "Speed", "Effects" e "Timer"), que permitem ao usuário montar seu vídeo do jeito que quiser, com várias opções de áudio disponíveis, além da possibilidade de acelerar o vídeo, ou colocá-lo em câmera lenta. Na aba "Effects", são listados vários efeitos que podem ser aplicados diretamente na imagem, e em "Timer", é inserido na tela um temporizador responsável por auxiliar na montagem e nas gravações dos takes, para que tudo se encaixe perfeitamente no resultado final. 

+Aplicativo

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson