Anvisa libera retomada de testes da vacina britânica contra o Covid-19 no Brasil

Os testes estavam paralisados desde o dia 8 de setembro.
Os testes estavam paralisados desde o dia 8 de setembro.
PorBruna Pinheiro12/09/2020 22h01

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a retomada da terceira fase de testes da vacina britânica desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford para combater a Covid-19.

Os testes foram paralisados em todo o mundo na última terça-feira (8) após a AstraZeneca identificar uma reação adversa em um de seus voluntários. Para verificar o caso, foi convocada uma revisão independente para avaliar o caso e concluíram que a reação ocorrida no voluntário não teria necessariamente relação com a vacina, possibilitando assim a retomada dos testes.

Segundo a Anvisa, na próxima segunda-feira (14) os testes serão retomados aqui no Brasil. "Após avaliar os dados do evento adverso, sua causalidade e o conjunto de dados de segurança gerados no estudo, a Anvisa concluiu que a relação benefício/risco se mantém favorável e, por isso, o estudo poderá ser retomado", informou o órgão em comunicado.

Em comunicado ao UOL, a Agência confirmou sobre a data de retomada: "Os ensaios clínicos da vacina contra o coronavírus AstraZeneca Oxford, AZD1222, serão reiniciados no Brasil na próxima segunda-feira, 14/09, após a confirmação emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia de hoje, 12/09, de que é seguro o recomeço".

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), responsável por conduzir o estudo aqui no Brasil, informou que 4,6 mil voluntários já receberam dose da vacina até o momento, e aproveitaram o período de paralisação para verificar o sistema de segurança da vacina e afirmam que não há "qualquer registro de intercorrências graves de saúde".

+Coronavírus

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1