Diário 24 Horas

Presidente da França, Emmanuel Macron, testa positivo para Covid-19

O Palácio dos Elísios informou que o presidente se isolaria por pelo menos sete dias, mas não forneceu detalhes sobre o quadro de saúde
O Palácio dos Elísios informou que o presidente se isolaria por pelo menos sete dias, mas não forneceu detalhes sobre o quadro de saúde
PorMarcos Henderson

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi diagnosticado com Covid-19, anunciou o Palácio dos Elísios, forçando vários outros líderes europeus que haviam se encontrado recentemente com o presidente francês a iniciarem um período de isolamento enquanto aguardam seus respectivos resultados dos testes.

Em um breve comunicado nesta quinta-feira (17), o palácio disse que Macron fez um teste RT-PCR assim que os sintomas apareceram e se “isolaria por sete dias, de acordo com o protocolo de saúde aplicável a todos”. O comunicado informa que o presidente, de 42 anos, “continuará trabalhando e realizando suas atividades remotamente”, sem fornecer maiores detalhes sobre sua condição. 

Vários líderes europeus que se encontraram com Macron esta semana disseram após o anúncio que entrariam em quarentena. O gabinete do primeiro-ministro português, António Costa, que almoçou na segunda-feira (14) no Palácio dos Elísios, na corrida à presidência portuguesa da UE, disse ter cancelado todas as reuniões oficiais e viagens e que aguarda o resultado de um teste.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, que junto com o presidente do conselho europeu, Charles Michel, almoçou com Macron na segunda-feira, suspendeu as atividades públicas e ficará em quarentena até 24 de dezembro, informou seu gabinete.

Vários políticos franceses também foram afetados. Macron presidiu a reunião semanal do gabinete na quarta-feira (16), embora a mídia francesa tenha informado que regras rígidas de distanciamento social foram observadas e que havia pouco risco de infecção.

O primeiro-ministro, Jean Castex, testou negativo nesta quinta, mas informou que iria se isolar por sete dias depois de ter passado algum tempo em contato com Macron. O ministro da saúde, Olivier Véran, apresentará o plano de vacinação do governo à câmara alta do parlamento no lugar de Castex.

+Coronavírus

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson