Diário 24 Horas

Doria decreta lockdown em SP, tira férias e viaja para Miami, diz revista

O governador de São Paulo afirma que se ausentou muito da família durante o ano todo
O governador de São Paulo afirma que se ausentou muito da família durante o ano todo
PorMarcos Henderson

O governador de São Paulo, João Doria, utilizou as redes sociais para anunciar que está tirando uma licença para usufruir de um período de férias com a família. O anúncio foi feito na última terça-feira (22), constatando que o comando do estado será assumido interinamente pelo vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM). 

"A partir de hoje, o vice-governador, @rodrigogarcia_ , assume interinamente o Governo de SP. Estou tirando dez dias de licença para me dedicar à minha família. Trabalhei ininterruptamente ao longo de 2020, sacrificando o convívio familiar, especialmente com a Bia, minha esposa", reafirmou Doria nesta quarta-feira (23), em publicação no Twitter. 

Segundo a revista Oeste, ele teria viagem programada para hoje, com destino para Miami, o que levou os internautas a um clima geral de revolta, pois o governador havia acabado de decretar a fase vermelha do lockdown em São Paulo antes de ir para os EUA, que lidera o ranking global de casos do novo coronavírus.

Doria e sua esposa, Bia Doria, só deverão retornar para o Brasil no dia 2 de janeiro, de acordo com a publicação. A cidade de Miami está localizada no sudeste da Flórida, o terceiro estado norte-americano a ultrapassar um milhão de casos confirmados de Covid-19, após o Texas e a Califórnia. Somente na última terça-feira, foram relatados 10.434 novos casos na Flórida, segundo o Departamento de Saúde. 

A notícia das férias de Doria viralizou nas redes sociais e reúne uma série de críticas ao governador, algo semelhante ao que aconteceu com o presidente Jair Bolsonaro desde o último domingo (19), quando usufruiu de um período autoimposto de licença em Santa Catarina, onde se divertiu com Ratinho, jantou com o dono da Havan, Luciano Hang e se reuniu com colegas e amigos de longa data, além de cumprimentar apoiadores e gerar aglomerações, quase sempre sem utilizar máscara. 

+Coronavírus

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson