Diário 24 Horas

Caipora aparece na primeira HQ de Yara Flor, a Mulher-Maravilha brasileira

A nova HQ da DC Future State apresenta referências da Amazônia e releituras de mitologias clássicas
A nova HQ da DC Future State apresenta referências da Amazônia e releituras de mitologias clássicas
PorMarcos Henderson

Uma das maiores surpresas do evento Future State da DC é a apresentação de uma nova Mulher-Maravilha, Yara Flor, que pertencia a uma facção de amazonas recentemente descoberta, escondida na floresta tropical brasileira, que permaneceu em segredo e separada das amazonas de Themyscira e Bana-Mighdall por séculos. A nova heroína reivindica sua primeira missão em Future State: Wonder Woman #1, escrita por Joëlle Jones, que apresenta algumas referências da Amazônia, incluindo a aparição do Caipora, entidade da mitologia tupi-guarani que personifica e protege as florestas. 

Yara é vista no meio de uma caçada selvagem nas profundezas da Amazônia, tentando colher chifres míticos de monstros vorazes e com várias cabeças conhecidos como hidra. Armada com sua própria arma dourada e um poderoso pégaso alado como sua fiel montaria pela floresta tropical, Yara derrota facilmente os gigantes vorazes e corta os chifres com sua espada.

Yara Flor reivindica seu manto de Mulher-Maravilha após o sumiço de Diana
Yara Flor reivindica seu manto de Mulher-Maravilha após o sumiço de Diana
Yara Flor reivindica seu manto de Mulher-Maravilha após o sumiço de Diana

Em determinado momento, o Caipora insinua que ela é filha de uma importante figura mitológica e concorda em abrir um portal para o Hades, que surge em uma representação distante da que ficou conhecido desde a Grécia Antiga. Desta vez, a encarnação da vida após a morte se assemelha a um aeroporto, completo com pontos de controle de segurança supervisionados por Cerberus, o cão mitológico de três cabeças.

No estilo Beetlejuice, as almas dos mortos são vistas formando filas nos terminais de partida para vários destinos de vida após a morte conduzidos por Caronte pelo preço de várias moedas, de acordo com a lenda da Grécia Antiga. Anteriormente, a Mulher-Maravilha de Diana Prince tinha visitado uma versão escura de Hades, onde o Senhor do Submundo era representado como um menino com uma única vela acesa equilibrada em sua cabeça enquanto supervisionava seu domínio.

Yara pretende trocar a colheita mitológica para o Deus dos Mortos por uma de suas irmãs Amazonas caídas. No entanto, não está claro se Yara está tentando resgatar uma figura estabelecida como Diana Prince, Donna Troy ou Cassie Sandsmark ou se ela está no submundo por uma amazona de sua própria facção. E com Yara incapaz de pagar Caronte adequadamente, as aventuras da nova Mulher-Maravilha no submundo reinventado podem ser interrompidas abruptamente.

+Quadrinho

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson