Diário 24 Horas

Adia Enem: Estudantes, Políticos e Entidades exigem novas datas por causa da Covid-19

A campanha 'Adia Enem' exige que o exame seja aplicado em um período mais seguro para a população
A campanha 'Adia Enem' exige que o exame seja aplicado em um período mais seguro para a população
PorMarcos Henderson

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está marcado para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021, na versão impressa, e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021, na versão digital, mas estudantes, políticos e entidades de todo o Brasil exigem que a prova seja adiada novamente devido à retomada de casos da Covid-19 e os grandes riscos de contaminação durante a aplicação, que reunirá 5,8 milhões de inscritos, sendo apenas 96 mil destinados à versão digital. 

O deputado federal Marcelo Freixo utilizou sua conta no Twitter para repudiar a aplicação do Enem 2020 no início do ano. "Não há como realizar o exame, que vai mobilizar quase 6 milhões de estudantes, com segurança. A contaminação e as mortes estão aumentando, os hospitais estão superlotados e há uma variante do vírus muito mais contagiosa. O resultado disso será trágico para todo o país", afirma Freixo. 

Leia mais: Inep divulga local de prova e outras informações para os candidatos do Enem 2020

A historiadora Keilla Vila Flor também utilizou a plataforma para participar da campanha "Adia Enem", levantando vários argumentos contrários à aplicação do exame em janeiro. "Fazer a prova do Enem no auge da segunda onda de Covid-19 é um risco para a vida dos estudantes e aplicadores", disse. "Se o governo federal tivesse providenciado a vacina em dezembro e toda logística de distribuição, a gente não estaria pedindo para adiar", continuou em outra publicação. 

Manuela d'Ávila relembrou a pesquisa que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) realizaram para descobrir qual era a preferência dos candidatos para o mês em que seria aplicado o Enem 2020. "O INEP e o Mec fizeram uma enquete perguntando em que mês as provas do Enem deveriam ocorrer. Deu maio. O governo quer janeiro. São tão antidemocráticos que não respeitam o resultado de um processo proposto por eles mesmos", disse a ex-deputada. 

Outra usuária dá cinco motivos para o Enem ser adiado. Veja:

O uso de máscaras será obrigatório durante toda a aplicação do Enem, e quem tiver sido diagnosticado com Covid-19 durante a aplicação, poderá participar da reaplicação da prova nos dias 23 e 24 de fevereiro, desde que comunique a condição de saúde através da Página do Participante antes do exame principal. Quem sentir sintomas do novo coronavírus, deve ficar em casa e solicitar a realização da prova no período de reaplicação. 

Comentários

O que você achou?
1GosteiGostei
0HahaHaha
0TristeTriste
0DetesteiDetestei
0AmeiAmei
0AffAff
Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson