Diário 24 Horas

Caso Henri Castelli: Agressores que espancaram o ator seriam amigos de prefeito

Os criminosos estariam acompanhados do prefeito de Barra de São Miguel, Zezeco, segundo B.O. obtido pelo 'Vem me buscar Hebe'
Os criminosos estariam acompanhados do prefeito de Barra de São Miguel, Zezeco, segundo B.O. obtido pelo 'Vem me buscar Hebe'
PorMarcos Henderson

Henri Castelli veio a público na última segunda-feira (11) confessar que foi vítima de uma agressão brutal na cidade da Barra de São Miguel, em Alagoas, durante as festas de fim de ano. Na época, ele chegou a justificar a entrada no hospital afirmando que se machucou na academia, mas os novos posts mostram que a situação foi muito pior.

O ator, que teve uma fratura exposta na mandíbula, revelou detalhes do caso e, de acordo com informações obtidas pelo "Vem me buscar Hebe", os agressores estariam acompanhados do prefeito de Barra de São Miguel, Zezeco, dono da marina onde tudo aconteceu. 

Castelli também revelou que os agressores já foram identificados pela polícia e chamados para prestar esclarecimentos. Eles deverão responder por lesão corporal grave. "Ele registrou Boletim de Ocorrência na delegacia em Maceió e os suspeitos já foram identificados. Ele sofreu uma lesão corporal grave. O Henri foi agredido por trás e não viu quem o agrediu. Um amigo que conseguiu apartar. Foi ele que reconheceu os agressores e três pessoas foram identificadas", disse o advogado do ator, Marcelo Marcochi.

O espancamento aconteceu entre os dias 29 e 30 de dezembro de 2020, após Henri reclamar de uma festa que teria sido organizada mais cedo em uma marina da região. De acordo com testemunhas, o ator questionou um dos organizadores do evento pois não teria gostado de alguns detalhes da festa, motivando o início da confusão. Um dos agressores confessou o ato, mas afirmou que estava revidando ataques do ator. 

A defesa não conseguiu obter imagens das câmeras de monitoramento da marina onde as agressões aconteceram pois, segundo os responsáveis pelo local, os aparelhos não estavam captando imagens no momento. 

"Ainda tentaremos outras imagens para auxiliar nas investigações. Já ouvimos mais de 10 pessoas, entre envolvidos e testemunhas e está tudo bem encaminhado, eles responderão pelo crime de lesão corporal grave. Creio que em até 15 dias, entregaremos o inquérito ao Ministério Público para o oferecimento da denúncia", disse o delegado responsável pelo caso, Fabrício do Nascimento.

Henri Castelli explicou que mentiu inicialmente sobre o acidente para não preocupar os familiares. Ele fez uma cirurgia no dia 7 de janeiro, em São Paulo, após fazer exame de corpo de delito no IML de Maceió, capital de Alagoas. "Eu fiquei com muito medo pela minha família. Também fico com medo de ficar com sequelas para sempre. A minha boca ainda está torta, meu rosto ainda está muito roxo", lamentou o ator. 

+Celebridade

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson