Presidente Jair Bolsonaro cita Antônia Fontenelle como fonte contra Globo e vira piada na internet

Para o presidente, há um complô da emissora contra seu mandato
Para o presidente, há um complô da emissora contra seu mandato
Bruna Pinheiro
PorBruna Pinheiro

Em dia de carreata em várias cidades no Brasil à favor do impeachment e da imunização com vacinas contra a Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro enviou cedo pela manhã um tuíte com vídeo da youtuber Antônia Fontenelle explicando os motivos da Rede Globo perseguir à ele e sua família.

Ao dizer que Antônia "fala com propriedade" sobre o assunto, Bolsonaro e Fontenelle viraram alvo de piadas nas redes sociais. A entrevista de Antônia foi para o canal de Rica Perrone e, na ocasião, ela afirma que a "fonte secou" e que, com dificuldades financeiras, a emissora carioca tenta tirar o presidente do poder.

"Antes, como era tudo muito fácil! Esse povo tinha uma vida tão fácil, rica... Eu fui mulher de diretor de núcleo, eu sei o que eu estou falando", disse a atriz, que foi casada com o falecido diretor Marcos Paulo de 2006 a 2012. 

Esta não é a primeira vez que o presidente se diz perseguido pela emissora carioca em suas redes sociais. “Há pelo menos 10 anos o sistema Globo me persegue e nada conseguiram provar contra mim. Agora aguardo explicações da família Marinho sobre a delação do ‘doleiro dos doleiros’, onde valores superiores a R$ 1 bilhão teriam sido repassados a eles”, disse. 

Antônia, por sua vez, além de já ter sido clicada ao lado do presidente, possui uma vasta lista de citações polêmicas, como a sua recente crítica aos influenciadores que estavam enviando oxigênio para Manaus. "Manaus não tem mais onde guardar oxigênio“. “Não tem outro lugar pra mandar oxigênio não?“, questionou. Para ela, muitos estão divulgando as doações somente “para aparecer”, o que não evitou críticas ao seu pensamento.

Confira o trecho da entrevista de Antônia à Rica Perrone: