Diário 24 Horas

Covid-19: Bolsonaristas tentam impedir novo lockdown no Brasil

Novos recordes de mortes preocupam órgãos de saúde enquanto parte considerável da população manifesta repúdio ao isolamento social
Novos recordes de mortes preocupam órgãos de saúde enquanto parte considerável da população manifesta repúdio ao isolamento social
PorMarcos Henderson

A situação atual do Brasil no combate à Covid-19 continua fora de controle. O país bateu novo recorde de mortes, registrando 1.840 óbitos pelo vírus nas últimas 24 horas e chegando ao total de 259.402 mortes desde o começo dos registros, no ano passado. Mesmo assim, o presidente Jair Bolsonaro, seus apoiadores e até mesmo o Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF) declaram-se contra o Lockdown, medida altamente defendida por órgãos científicos internacionais, como a revista Nature, o British Medical Journal, o JAMA Internal Medicine, a Revista Brasileira de Epidemiologia, entre vários outros. 

Nesta quinta-feira (4), bolsonaristas levantam a hashtag "LockdownNão" no Twitter, reunindo diversas mensagens furiosas destinadas, em grande maioria, ao governador de São Paulo, João Doria. Muitos aproveitam para convocar os internautas a manifestações nas ruas, marcadas para 5, 7 e 14 de março. A manifestação do dia 7 seria em frente à casa de Doria, segundo cartazes encontrados na rede social, enquanto as duas outras datas especificam a concentração em frente à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). 

"Não aceitem perder a coisa mais importante na vida: a LIBERDADE!", diz uma internauta ao convocar as pessoas para as manifestações. A vereadora de Londrinha que se autodenomina como Jessicão, a Opressora, fez uma publicação afirmando que seu projeto para derrubar a "patifaria" de Lockdown em Londrina foi aprovado em primeira discussão. 

Na segunda-feira (1º), a deputada federal Bia Kicis (PSL/DF) defendeu o impedimento imediato do lockdown, baseando-se na nota emitida pelo CRM-DF. "Ele [lockdown] não salva vidas e deixa os pobres muito mais pobres além de trazer uma série de problemas psicológicos e na saúde em geral. Essa nota é muito importante!", disse a deputada. 

A deputada Federal Aline Sleutjes (PSL-PR) também se mostrou contra o lockdown no país. "Não é com lockdown que a guerra contra a Covid-19 será vencida. Ele sozinho é apenas uma medida de contenção. O que resolve é tratamento precoce + auxílio emergencial + imunização! Lockdown mata tanto ou mais que o vírus!", disse Sleutjes no Twitter. 

As ações bolsonaristas para impedir o Lockdown reúnem distorções da realidade e graves acusações contra os órgãos científicos que tentam, a todo custo, apresentar as melhores alternativas para combater a propagação da covid-19. As medidas de segurança continuam valendo: use máscara, mantenha o distanciamento e fique em casa sempre que puder. 

Comentários

O que você achou?
0GosteiGostei
0HahaHaha
0TristeTriste
1DetesteiDetestei
0AmeiAmei
0AffAff
Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson