Governo Bolsonaro homenageia Dia do Agricultor com foto de homem armado

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República utilizou a foto de um caçador para homenagear os agricultores brasileiros
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República utilizou a foto de um caçador para homenagear os agricultores brasileiros
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

Para a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, a melhor representação visual para o agricultor brasileiro é uma espingarda. Nesta quarta-feira (28), comemora-se o Dia do Agricultor, e uma publicação do órgão do Governo Bolsonaro exibe a silhueta de um homem armado acompanhado da frase "Alimentando o Brasil e Mundo", o que automaticamente destaca as fazendas de exportação frente à agricultura familiar. 

Na legenda da publicação, a SecomVc vangloria-se pela extensão da posse de arma do proprietário rural a toda a sua propriedade e destaca o Brasil como "uma das potências mundiais com segurança alimentar."

Em resposta, órgãos públicos, agentes políticos e ativistas repudiaram a utilização de uma imagem com valorização do armamento para homenagear os agricultores brasileiros. "É a cara desse governo achar que comida se faz na bala. Saudamos os agricultores familiares", disse o perfil do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). 

"Absurda essa imagem! Quem garante comida na mesa é a agricultura familiar e não milícia rural!", disse a deputada federal e líder da bancada do PSOL na Câmara, Talíria Petrone. 

A imagem utilizada pelo Governo Federal na homenagem ao Dia do Agricultor pode ser encontrada no iStock por R$ 45, descrita como "Silhueta de caçador carregando espingarda no ombro e observando", ou seja, nenhuma conexão com a agricultura.

A política armamentista sempre foi um dos maiores planos estratégicos de Jair Bolsonaro desde antes de sua candidatura à presidência. Com milhões de adeptos aos seus pensamentos, ele garantiu um amplo apoio na obtenção de novas conquistas relacionadas ao armamento dos brasileiros, fazendo uma conexão entre sua relação com as forças armadas e os grandes produtores rurais. 

Comentários

O que você achou?
0GosteiGostei
0HahaHaha
0TristeTriste
0DetesteiDetestei
0AmeiAmei
0AffAff