Diário 24 Horas

Trump e Bolsonaro voltam a ser comparados após discurso de Biden

Biden condenou as ações de Trump no dia em que o violento ataque ao Capitólio completou um ano
Biden condenou as ações de Trump no dia em que o violento ataque ao Capitólio completou um ano
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um discurso nesta quinta-feira (6), exaltando a importância da democracia e criticando a postura do ex-presidente Donald Trump durante e após as últimas eleições no país. A fala de Biden voltou a acender comparações entre Trump e o presidente Jair Bolsonaro pela semelhança ideológica, levantando discussões sobre as possibilidades de resultado das eleições no Brasil. 

O discurso de Biden foi feito no dia em que o violento ataque dos apoiadores de Trump ao Capitólio completou um ano. Na época, milhares de pessoas inconformadas com a contagem de votos que daria a vitória das eleições a Biden protagonizaram cenas violentas que repercutiram mundialmente, sobretudo pela constatação de que muitos invasores portavam e disparavam armas de fogo no local, seguindo a lógica da política de armamento proposta por Trump e, no Brasil, por Bolsonaro. 

Nesta quinta-feira, Biden chamou Trump de mentiroso, alegando que seu antecessor contribuiu para um atraso desproporcional ao potencial dos Estados Unidos a nível global. "Para dizer o obvio, há um ano, neste local sagrado, a democracia foi atacada. A nossa constituição enfrentou a sua maior ameaça", disse Biden, que ainda voltou a falar que não há nenhuma prova de que as eleições foram fraudadas. 

Além disso, o presidente dos EUA lembrou que o ataque ao Capitólio poderia ter sido evitado se não fossem as atitudes de Trump, que incentivou diretamente os seus apoiadores a buscarem "justiça" com as próprias mãos, alegando um suposto cenário de fraude nas eleições. 

ComentáriosO que você achou?
Política
Últimas