Diário 24 Horas

Prevenção! Angelina Jolie retira os dois ovários após descoberta de tumor

"Havia um pequeno tumor benigno em um ovário, mas não havia indícios de câncer em nenhum dos tecidos", explicou a atriz

Prevenção! Angelina Jolie retira os dois ovários após descoberta de tumor
Carol Souza
PorCarol Souza

Angelina Jolie segue bastante preocupada com o futuro e decidida em lutar contra suas chances de desenvolvimento de um câncer. Depois de ter perdido a mãe a mais algumas mulheres de sua família para a doença, a atriz hollywoodiana passou por um novo procedimento cirúrgico.

Após passados dois anos de sua mastectomia dupla, onde removeu ambos os seios para evitar um câncer de mama, nesta terça-feira (24) chegou ao público a informação de que a bela passou por uma cirurgia de retirada dos ovários e as trompas de Falópio na última semana.

Tendo perdido além de sua mãe, sua avó, e uma tia para a doença, a esposa de Brad Pitt revelou ser portadora de uma mutação no gene BRCA1, mutação esta que representa um risco de 87% de desenvolver câncer de mama, e 50% de ter câncer de ovário.

Em um artigo sobre o assunto, publicado no jornal The New York Times, Angelina explicou sua decisão. "Eu estava planejando isso há algum tempo. É uma cirurgia menos complexa do que a mastectomia, mas seus efeitos são mais graves. Ela coloca a mulher na menopausa forçada. Então, eu estava me preparando fisicamente e emocionalmente, discutindo as opções com os médicos, pesquisando medicina alternativa, e mapeando os meus hormônios para substituição de estrogênio ou progesterona. Mas eu senti que ainda tinha meses para marcar a data".

Retirando as trompas e ambos os ovários, Angelina manteve seu útero: "Optei por manter meu útero porque o câncer nessa localização não é parte do meu histórico familiar. (...) Havia um pequeno tumor benigno em um ovário, mas não havia indícios de câncer em nenhum dos tecidos", explicou a atriz.

Em mais um trecho do artigo, a atriz explica o que sentiu após tomada sua decisão, disse ter conversado com Brad e expôs seus motivos aos leitores. "Eu passei pelo que eu imagino que milhares de outras mulheres sentiram. Eu disse a mim mesma para ficar calma, ser forte, e que não havia nenhuma razão para pensar que eu não viveria para ver meus filhos crescerem e para conhecer os meus netos. Liguei para o meu marido na França, que estava em um avião há horas. A coisa bonita sobre esses momentos na vida é que há tanta clareza. Você sabe para o que você vive e o que importa. É polarizador, e é pacífico. (...) Sorrimos uma para a outra (médica) e concordamos que estávamos lá para lidar com qualquer problema. Sei que meus filhos nunca terão que dizer: 'Mamãe morreu de câncer de ovário'. Agora estou na menopausa. Não serei capaz de ter mais filhos, e espero algumas mudanças físicas. Mas eu me sinto à vontade com o que virá, não porque eu sou forte, mas porque esta é uma parte da vida. Não é nada a ser temido. (...) Não é fácil tomar estas decisões. Mas é possível assumir o controle e enfrentar de frente qualquer problema de saúde. Você pode buscar aconselhamento, estudar as opções e tomar as decisões que são apropriadas para você. Conhecimento é poder", relatou Jolie.

 

Com informações do portal SRZD.

 

ComentáriosO que você achou?
Cinema
Últimas