Johnny Depp alega que fezes de Amber Heard na cama foram o estopim do divórcio

Ator prestou depoimento na Suprema Corte de Londres nesta sexta-feira (10)
Ator prestou depoimento na Suprema Corte de Londres nesta sexta-feira (10)
PorMarcos Henderson10/07/2020 16h16

Johnny Depp alegou que sua ex-esposa, Amber Heard, ou uma de suas amigas, defecou na cama, em depoimento realizado nesta sexta-feira (10) na Suprema Corte de Londres. Este é o quarto dia de seu julgamento por difamação contra o jornal The Sun. Depp disse que o incidente foi "um final adequado para o relacionamento".

O ator move um processo contra o "News Group Newspapers", responsável pela distribuição do jornal, e o jornalista Dan Wootton por um artigo no site do The Sun em 27 de abril de 2018, que o descreveu como um "espancador de mulheres". Depp nega que tenha sido violento com Heard, com quem se casou de 2015 a 2017.

Na Corte Real de Justiça de Londres, Sasha Wass, a advogada do jornal, perguntou a Depp sobre os incidentes ocorridos no dia 22 de abril de 2016, em que foi realizada uma festa para comemorar o aniversário de 30 anos de Heard, e no dia 23, data real do aniversário. No dia da festa, Depp teve uma reunião com seu contador, onde teriam lhe dado “algumas notícias bastante infelizes” sobre sua situação financeira. Depp declarou no tribunal que "estava em apuros financeiros".

Leia Também: Conversas entre Johnny Depp e Paul Bettany viram provas em julgamento.

Por causa disso, ele chegou duas horas atrasado à festa de aniversário de Heard, realizada no Eastern Columbia Building, em Los Angeles. Todo mundo já tinha comido, e a refeição terminou. Quando eles voltaram para casa, Depp foi para a cama e começou a ler um livro. Wass perguntou a Depp: "Você foi para casa e leu um livro no aniversário de 30 anos da sua esposa, quando estava duas horas atrasado para a festa dela e sabia que ela estava com raiva?" 

O ator disse que queria evitar um confronto, pois Heard ficou muito chateada pelo atraso, dizendo que ele não se importava com a situação, de acordo com Depp. Isso teria feito com que a raiva de Heard aumentasse: "ela ficou muito chateada, com muita raiva", disse o ator. Wass disse a Depp: "Você pegou a raiva de Amber por estar atrasado como crítica, e você não gosta de críticas... Isso fez você ficar com raiva [...] e você estava, na época em que estava com raiva, perto de uma magnum e uma garrafa de champanhe", afirmando que Depp teria saído da cama e jogado uma garrafa na direção de Heard. 

A advogada ainda disse que o ator "agarrou Heard pelos cabelos e a empurrou para o chão", e alegou que ele a impediu de sair da sala e empurrou o próprio peito contra o dela, com intuito de atingi-la.

Na versão do ator, ele saiu e deixou um bilhete para Heard, dizendo "feliz aniversário". No dia seguinte, ele teria encontrado fezes na cama, situação que, segundo ele, foi uma das "mais absurdas e inesperadas que já testemunhei na minha vida; então, sim, inicialmente ri porque era muito estranha", alegou o ator em resposta às declarações de Wass sobre ele ter rido da situação. Depp, então, disse que Heard ou uma de suas amigas são "as únicas grosseiras o suficiente para cometer esse ato", também afirmando que as fezes, definitivamente, não eram de seus cães.

O incidente, ao qual Depp se referiu como "um fim adequado para o relacionamento", foi o estopim para a oficialização do divórcio. Mais tarde, ele teria enviado um texto para Heard, que dizia: "Eu nunca vou entender como me apaixonei por você... Espero que nosso divórcio seja o mais rápido possível e que seja o mais indolor possível.”

+Johnny Depp

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson