Incêndio no Pantanal: Petição cobra medidas do Ministério do Meio Ambiente

A perícia do Corpo de Bombeiros constata a existência de áreas destruídas através de queimadas criminosas
A perícia do Corpo de Bombeiros constata a existência de áreas destruídas através de queimadas criminosas
PorMarcos Henderson08/09/2020 12h02

O pantanal mato-grossense segue perdendo recursos em meio à devastadora onda de incêndios que permanece fora de controle na região, sobretudo após o aumento repentino das queimadas em julho, quando a estiagem se intensificou. Apesar do clima seco, com umidade abaixo dos 10%, os relatos fornecidos pela perícia do Corpo de Bombeiros constatam uma série de áreas destruídas através de queimadas criminosas. 

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estima que mais de 2 milhões de hectares foram atingidos pelos incêndios no Pantanal, enquanto os agentes militares se unem aos bombeiros e ao ICMBio para encontrar a melhor solução para conter o fogo. 

Leia também: Campanha DefundBolsonaro expõe destruição da Amazônia

Esta é a pior situação já enfrentada no Mato Grosso em 10 anos, com os incêndios se espalhando até o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães e o Parque Indígena do Xingu, além de uma intensa fumaça cinza que atinge a região metropolitana de Cuiabá e o interior. 

Moradores relatam fumaça intensa na região metropolitana de Cuiabá e no interior
Moradores relatam fumaça intensa na região metropolitana de Cuiabá e no interior
Moradores relatam fumaça intensa na região metropolitana de Cuiabá e no interior

A situação é intensa e segue sem nenhum controle garantido pelos agentes que trabalham em conjunto para encontrar a solução ideal. Enquanto isso, internautas trabalham como podem para mobilizar a população e garantir uma atenção maior do Ministério do Meio Ambiente, a exemplo do abaixo-assinado criado por Ana Carolina Segolin Molina, que cobra medidas emergenciais para frear a destruição do Pantanal. 

O objetivo inicial da petição é alcançar a meta de 25 mil assinaturas para que, então, um documento oficial com as assinaturas seja emitido. 15 mil pessoas já aderiram à mobilização até o fechamento desta matéria. Nas redes sociais, dezenas de milhares de pessoas acusam as autoridades governamentais de negligência e ampliam as ilustrações referentes às denúncias de devastação ambiental intencional. 

Internautas se unem para salvar o Pantanal

No Twitter, a hashtag "PantanalEmLuta" ganha destaque com milhares de publicações e uma série de cobranças, além de instruções para fazer o grito de socorro valer a pena, como um documento que direciona os interessados para conteúdos diretamente conectados à luta. 

A lista inclui uma petição da "Iniciativa Pantanal Limpo", com quase 200 mil assinaturas, uma petição de José Sílvio Amaral Camargo, que cobra a exoneração imediata do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, além de links para doações à Ampara Animal, ao SOS Pantanal e à onça pintada fêmea resgatada dos incêndios no Pantanal. 

+Política

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson