"Folklore", de Taylor Swift, se torna o primeiro álbum a atingir um milhão de vendas em 2020

Cantora repete o feito de 'Lover' de 2019, que foi o único álbum a alcançar a mesma marca.
Cantora repete o feito de 'Lover' de 2019, que foi o único álbum a alcançar a mesma marca.
PorCarol Souza26/10/2020 16h51

"Folklore", novo álbum de Taylor Swift, acaba de se tornar o primeiro álbum de 2020 a vender um milhão de cópias nos Estados Unidos.

O álbum voltou ao topo da parada da Billboard esta semana, vendendo 57.000 cópias e levando seu número total vendido para 1.038 milhões.

O aumento nas vendas deveu-se em grande parte a novas versões em mídia física autografada, que começaram a ser vendidas na loja online de Swift na semana passada.

"Folklore" torna-se o nono álbum de Taylor Swift a atingir um milhão de vendas, com seus oito álbuns de estúdio mais o álbum de Natal "The Taylor Swift Holiday Collection" também alcançando o marco.

O último trabalho de estúdio da cantora, "Lover", de 2019, não ficou atrás, ganhando o prêmio de único álbum do ano passado a vender um milhão de cópias.

Aguardadíssimo pelos fãs e chegando como um terremoto na indústria musical, em uma crítica de quatro estrelas do álbum, a NME descreveu "Folklore" como uma "transformação extraordinária do indie-folk".

"'Folklore' parece novo, com visão de futuro e, acima de tudo, honesto. A produção brilhante que ela emprestou na última meia década é deixada de lado por melodias mais simples e suaves e instrumentação melancólica", avalia o portal.

"É o som de um artista que está entediado com lançamentos calculados e queria tentar algo diferente. Swift desapareceu na floresta metafórica enquanto escrevia 'Folclore', e ela emergiu mais forte do que nunca".

Desde o lançamento do álbum, que apresenta Justin Vernon de Bon Iver e produção de Aaron Dessner do The National, Swift vem quebrando vários recordes nas paradas a exemplo do mês pasado, quando se tornou detentora do título de maioria cumulativa de semanas passadas como Número Um para uma artista feminina na Billboard 200.

Whitney Houston já detinha o recorde, elevando a numeração em 1987 com seu segundo álbum de estúdio, "Whitney". Swift é precedida pelos Beatles (132 semanas), Elvis Presley (67), Garth Brooks (52) e Michael Jackson (51), já que os artistas masculinos detêm o maior número de semanas não consecutivas no topo das paradas.

3
Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Pop

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol