Diário 24 Horas

Bolsonaro se nega a entregar Plano Nacional de Vacinação exigido pelo TCU

O governo federal, por meio da AGU, conseguiu adiar a entrega do plano
O governo federal, por meio da AGU, conseguiu adiar a entrega do plano
PorMarcos Henderson

Em meio aos crescentes avanços nos desenvolvimentos de vacinas contra a Covid-19, incluindo a de Oxford em parceria com a AstraZeneca, que anunciou ontem a conclusão dos testes da fase 3 da vacina, com eficácia de até 90%, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu adiar a entrega do Plano Nacional de Vacinação por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), recorrendo da decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que o obrigava a entregar um plano detalhado em até 60 dias. O prazo encerrou neste final de semana. 

Enquanto isso, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prefere manter o silêncio diante da conduta do presidente em relação à pandemia do novo coronavírus. Especialistas da área da saúde e até membros auxiliares do governo federal elevam as preocupações com a postergação de Bolsonaro, pois, até o momento, não há nenhuma previsão de como será efetuada a campanha de vacinação no Brasil. 

O Plano de Vacinação deve ser planejado para especificar como será feita a distribuição da vacina para Estados e municípios, incluindo detalhes como a quantidade de agulhas e seringas, quais e quantas unidades de equipamentos serão necessários, além de informações sobre armazenamento seguro e estratégias de locação para os pontos de vacinação, entre vários outros detalhes que devem ser entregues com máxima antecedência, já que as logísticas prévias ao início da aplicação das doses da vacina já são, por si só, demoradas. 

Além da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e AstraZeneca, outras três (Pfizier/BioNTech, Instituto Gamaleya e Moderna) também já apresentaram eficácia satisfatória e aguardam apenas aprovação dos órgãos oficiais para fabricação e distribuição em massa.

+Coronavírus

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson