Polícia teria encontrado suposta carta em esconderijo de Lázaro; Confira

A polícia continua a caçada em busca do criminoso que está aterrorizando a região rural de Cocalzinho de Goiás
A polícia continua a caçada em busca do criminoso que está aterrorizando a região rural de Cocalzinho de Goiás
PorMarcos Henderson

Lázaro Barbosa continua em fuga contra centenas de policiais, enquanto diversos internautas, blogs e outros portais alternativos se embolam à imprensa para discutir o caso. Na manhã desta sexta-feira (18), o jornal Metrópoles informou que a polícia teria encontrado uma suposta carta no esconderijo de Lázaro, limitando-se a apresentar uma reprodução digital do item apreendido. 

Pouco depois, o Balanço Geral SP Manhã, apresentado por Geraldo Luís, apresentou a manchete sobre a suposta carta, reafirmando que a fonte original seria o jornal Metrópoles, e convocando repórteres ao vivo para confirmar a notícia. No entanto, mesmo após insistir muito, o apresentador não conseguiu obter uma confirmação concreta de seus colaboradores. 

"Lorena, tem esse material apreendido aí? Tem essa carta, essa possível carta que esse maníaco, que esse louco, esse cara que tá possuído, e é possuído pelo mal, realmente. E essa carta, tem informação da polícia aí confirmada?", questionou Geraldo à repórter. 

"Pois é, Geraldo, essa informação chegou pra gente, a nossa produção está atrás, e chegam várias informações, inclusive uma vela que teria sido encontrada com um papel com o nome dele [Lázaro] que a polícia ainda não sabe se é ou não, se foi escrita ou não por ele, ou seja, essa informação chegou pra gente aqui, mas até então não foi confirmada", garantiu a repórter Lorena Coutinho. 

De acordo com o Metrópoles, a carta encontrada no esconderijo de Lázaro dizia o seguinte: "Muitos que vivem merecem morrer / alguns que morrem merece viver / você pode lhes dar vida? / Então não seja tão ávido para julgar e condenar à morte / Mesmo os muitos sábios não conseguem enxergar tudo, assim como todos que vivem para ver tempos assim não cabe a eles decidir / Temos que decidir apenas o que fazer com o tempo que nos é dado. Há outas forças agindo neste mundo, além da vontade do mal".

Reprodução digital da suposta carta de Lázaro. Foto: Metrópoles
Reprodução digital da suposta carta de Lázaro. Foto: Metrópoles
Reprodução digital da suposta carta de Lázaro. Foto: Metrópoles

Até o fechamento desta matéria, não há confirmação sobre a veracidade da carta. 

Lázaro Barbosa é suspeito de assassinar uma família em Ceilândia, no entorno do Distrito Federal, de onde deu início a uma fuga por Cocalzinho de Goiás. Ele possui um longo histórico policial, sendo preso em 2007 por duplo homicídio e fugindo poucos dias depois. Em 2009, ele foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, acusado de roubo, porte ilegal de arma de fogo e estupro. 

A partir daí, Lázaro passou por idas e vindas na cadeia, entre fugas e novas prisões, até que, em abril de 2020, ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, onde atingiu um idoso com um machado. Em abril de 2021, ele voltou a agir, invadindo uma casa no Sol nascente (DF) e estuprando uma mulher no matagal enquanto os homens da casa foram trancados no quarto.

No mês seguinte, ele fez outra família refém na mesma região, e obrigou as pessoas a ficarem nuas, além de repetir a ação de trancar os homens no quarto. Desta vez, ele obrigou as mulheres a prepararem seu jantar. Os casos mais recentes aconteceram em 9 de junho, quando Lázaro invadiu uma chácara em Ceilândia, onde matou a facadas e a tiros um casal e dois filhos. Logo em seguida, ele roubou outra chácara, rendendo o caseiro, o dono e sua filha. 

A partir daí, Lázaro iniciou sua fuga por Cocalzinho de Goiás, e já aterrorizou diversos moradores da região, atirando em quatro pessoas, invadindo fazendas pela noite e ateando fogo em uma casa. 

Comentários

O que você achou?
1GosteiGostei
0HahaHaha
0TristeTriste
0DetesteiDetestei
0AmeiAmei
0AffAff