Diário 24 Horas

Com impasse na Índia, avião que iria buscar vacinas agora levará oxigênio para Manaus

A viagem à Mumbai foi adiada e a aeronave foi então deslocada para levar insumos à capital amazonense neste sábado (16).
A viagem à Mumbai foi adiada e a aeronave foi então deslocada para levar insumos à capital amazonense neste sábado (16).
PorBruna Pinheiro

A crise de Covid-19 no Estado do Amazonas está cada vez mais grave nos últimos dias. Com o sistema de saúde colapsado pela segunda vez, vários hospitais da capital, Manaus, estão sem oxigênio desde quinta-feira (14), apelando para estados vizinhos, poder público e até mesmo celebridades para adquirir cilindros de oxigênio.

O avião da Azul Linhas Aéreas A330neo, a maior da empresa, estava reservado desde quinta-feira para ir à Mumbai coletar 2 milhões de doses da vacina de Oxford contra a Covid-19. Entretanto, após o fracasso nas negociações entre o governo brasileiro e a Índia para a importação do imunizante, o avião que estava em Recife retornou para Campinas e seguiu nesta tarde de sábado (16) para Manaus levando 40 cilindros de oxigênio.

Segundo a companhia aérea, outro avião cargueiro também será deslocado para Manaus com mais 40 cilindros e uma tonelada de máscaras. Em nota, a Azul informou que pedido para levar oxigênio para a capital do Amazonas foi feito pelo Ministério da Saúde: "Estamos prontos para voar à Índia e também para transportar o que for necessário dentro do Brasil".

O estado do Amazonas recebeu na madrugada de hoje (16) uma carga de 70 mil metros cúbicos de oxigênio vinda de balsas da cidade de Belém (PA) e o estado do São Paulo se colocou à disposição para receber 60 recém-nascidos prematuros que precisam de acompanhamentos. Além disso, está programado também para este sábado a vinda de cilindros de oxigênio da Venezuela para a capital, de acordo com confirmações do Ministro das relações exteriores da Venezuela.

+Coronavírus

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1