Google é acusado de coletar dados no modo anônimo em processo bilionário

Firma de advocacia representa 'centenas de milhões' de usuários em ação coletiva
Firma de advocacia representa 'centenas de milhões' de usuários em ação coletiva
PorMarcos Henderson03/06/2020 22h07

Uma ação coletiva movida em 2 de junho alega que o Google teria se envolvido em "interceptação e coleta ilegal e intencional de comunicações confidenciais de indivíduos sem seu consentimento". O processo federal, que nomeia o Google e a empresa-mãe Alphabet como réus, exige pelo menos US$ 5 mil de indenização para cada usuário violado pela empresa, que busca uma quantia financeira bilionária, já que aponta a violação de privacidade de "centenas de milhões" de usuários

De acordo com a ação, a interceptação ilegal acontece "mesmo quando esses indivíduos seguem expressamente as recomendações do Google para impedir o rastreamento ou a coleta de suas informações e comunicações pessoais", também alegando que a coleta é feita de forma intencional e funcionaria como uma das formas de elevar os lucros. "O enorme sucesso financeiro do Google resulta do rastreamento e coleta incomparáveis ​​de informações pessoais do consumidor e da venda e intermediação dessas informações para otimizar os serviços de publicidade", dizem os autores do processo, comandado pela firma de advocacia Boies Schiller Flexner. 

Um porta-voz do Google afirmou, em comunicado, que a empresa irá manter a postura de contestação das alegações, defendendo-se vigorosamente contra elas. "O modo de navegação anônima no Chrome oferece a opção de navegar na Internet sem que sua atividade seja salva no seu navegador ou dispositivo. Como declaramos claramente cada vez que você abre uma nova guia anônima, os sites podem coletar informações sobre sua atividade de navegação durante a sessão", dizia a nota. 

Na área de suporte, o Coogle esclarece como funciona o modo de navegação anônima no navegador da companhia. "O Chrome não salva seu histórico de navegação, cookies e dados do site ou informações inseridas em formulários", informa o guia virtual, fazendo uma observação a seguir: "Sua atividade não está oculta dos sites que você visita, seu empregador ou escola, ou seu provedor de serviços de Internet".

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Google

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson