Infectado com Covid-19, Trump faz carreata acompanhado de agentes

O presidente dos EUA ignorou os fatores de risco e entrou em um carro de janelas fechadas com dois agentes do Serviço Secreto
O presidente dos EUA ignorou os fatores de risco e entrou em um carro de janelas fechadas com dois agentes do Serviço Secreto
PorMarcos Henderson05/10/2020 14h57

Infectado com Covid-19, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou o Centro Médico Walter Reed no último domingo (4) e acenou para apoiadores reunidos no lado de fora, de dentro de um SUV com janelas fechadas, acompanhado de pelo menos dois agentes do Serviço Secreto, utilizando uma máscara. 

A cena repercutiu imediatamente na imprensa e nas redes sociais, reunindo questionamentos de especialistas médicos e inúmeras preocupações com a displicência do presidente, que colocou funcionários em risco dentro do veículo. Apesar disso, o porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, afirmou que a viagem foi "considerada segura pela equipe médica". 

Contudo, vários agentes do Serviço Secreto decidiram comentar o assunto, repudiando a atitude de Trump e acusando o presidente de colocar sua equipe de proteção em perigo desnecessário. “Ele nem mesmo está fingindo se importar agora”, disse um agente ao "The Washington Post", sem se identificar. "A frustração com a forma como somos tratados quando se trata de decisões sobre esta doença remonta a antes disso. Não somos descartáveis", disse outro funcionário que pediu anonimato. 

Ainda há dúvidas sobre a gravidade do quadro de Trump, após declarações conflitantes no fim de semana. De acordo com o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, em pronunciamento à Fox News, os médicos ainda irão decidir se o presidente poderá receber alta ainda nesta segunda-feira (5).

O médico da Casa Branca, Dr. Sean Conley, afirmou que Trump recebeu dexametasona no último sábado (3) e enfrentou duas quedas nos níveis de oxigênio desde o início da doença. A dexametasona está sendo amplamente utilizada em tratamentos de casos graves do novo coronavírus, incluindo aqueles que requerem oxigêncio suplementar. A mudança do presidente para Walter Reed foi, inclusive, motivada pela preocupação de Conley sobre a "rápida progressão" dos sintomas de Trump. 

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+EUA

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson