Diário 24 Horas

Câmara cobra o governo sobre testes de Covid-19 prestes a perder validade

Os exames têm prazo de validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021 e podem ser descartados pelo governo
Os exames têm prazo de validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021 e podem ser descartados pelo governo
PorMarcos Henderson

A comissão criada pela Câmara dos Deputados para acompanhamento das ações e informações sobre a Covid-19 no Brasil convocou reuniões emergenciais para cobrar explicações sobre a possibilidade de 6,86 milhões de testes RT-PCR para a doença serem descartados pelo governo federal devido ao prazo de validade

A notícia ganhou rápida repercussão após a publicação exclusiva do Estadão. A reportagem revela que os exames estão estocados em um galpão em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo.

Apontado como um enorme erro de planejamento pela cúpula da Câmara, o problema tenta ser convertido pelo Ministério da Saúde através de uma solução controversa: estender o prazo de validade dos testes para um período maior do que o atual, que está determinado entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. Os 6,86 milhões de testes RT-PCR custaram R$ 290 milhões à União, segundo a reportagem do Estadão.

Para que a estratégia de prolongar o vencimento dar certo, será necessário que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize a renovação da validade, mediante provas cabíveis de que o produto continuará eficaz e seguro no período posterior ao prazo previamente determinado. 

O deputado Dr. Luizinho (PP-RJ), presidente da comissão da Câmara dos Deputados sobre a Covid-19, criticou a falta de organização na gestão do governo federal durante a pandemia, e não admite o erro de planejamento pra entrega dos testes, que continua, escassos em várias regiões. 

"Estimativa de compra errada, distribuição errada. Vamos chamar uma audiência pública para o ministério explicar esse absurdo e cobrar qual a estratégia a ser implementada", disse o parlamentar. 

+Coronavírus

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson