No Brasil, mortes por coronavírus aumentam 35% em um dia

Ministério da Saúde prevê pico da doença em abril
Ministério da Saúde prevê pico da doença em abril

O balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (26) indica um aumento preocupante no número de vítimas fatais do novo coronavírus no Brasil. Ontem, eram 57, e hoje são 77 mortes contabilizadas, representando um crescimento de 35% em 24 horas. Em relação aos casos confirmados, a alta de 2.433 para 2.915 representa uma alta de 19%. Ainda de acordo com o balanço, 194 pacientes estão internados em unidades de terapia intensiva (UTI). 

A situação segue alarmante, e apesar de não ter dado uma projeção oficial para os próximo meses, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, deixou claro que não há perspectivas de redução dos casos em abril. "Provavelmente nós estejamos aí na fase crítica da pandemia. Nós não vamos começar a reduzir os casos em 30 dias, nós temos uma estimativa maior pra ter a redução dos casos", garantiu o secretário.

Das 77 mortes por coronavírus, a maioria aconteceu em São Paulo (58), onde o número de casos também é alto (1.052). Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Amazonas registram uma morte, cada, enquanto o Rio de Janeiro soma 9. Pernambuco e Ceará têm 3 para cada. A região sudeste, portanto, segue como a área de maior risco, com 1.665 casos. 

Esta quinta também fica marcada pelo avanço global do vírus, segundo pronunciamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), que constatou a infecção de 100 mil pessoas em apenas dois dias, no mundo inteiro, chegando à marca de meio milhões de infecções confirmadas no planeta. 

Cuidados com Covid-19:

Se apresentar sintomas ou tiver contato com alguém com a doença, faça quarentena e evite superlotar hospitais. Sua contribuição é necessária!

Orientações em caso de suspeita
Orientações em caso de suspeita
Orientações em caso de suspeita

Leia também