Eddie Redmayne critica tweets transfóbicos de J.K. Rowling

A ator disse que precisava se posicionar em relação a fala de J.K. Rowling
A ator disse que precisava se posicionar em relação a fala de J.K. Rowling
PorBruna Pinheiro10/06/2020 12h08

Em entrevista exclusiva à Variety, Eddie Redmayne, estrela da franquia "Animais Fantásticos e Onde Habitam" baseada na obra de J.K. Rowling, se manifestou contra os comentários transfóbicos da autora no Twitter.

"O respeito pelas pessoas trans continua sendo um imperativo cultural e, ao longo dos anos, venho tentando me educar constantemente", disse Redmayne, e continuou: "Esse é um processo em andamento. Como alguém que trabalhou com J.K. Rowling e membros da comunidade trans, eu queria deixar absolutamente claro onde estou. Eu discordo dos comentários de Jo. Mulheres trans são mulheres, homens trans são homens e identidades não binárias são válidas. Eu nunca gostaria de falar em nome da comunidade, mas sei que meus queridos amigos e colegas transexuais estão cansados ​​desse questionamento constante de suas identidades, que muitas vezes resulta em violência e abuso. Eles simplesmente querem viver suas vidas em paz, e é hora de deixá-los fazer isso".

Eddie Redmayne interpretou, em um de seus papeis mais notórios no cinema, no longa "A Garota Dinamarquesa", o artista dinamarquês Einar, que começa a se vestir como mulher para auxiliar a esposa a pintar. Mas Einar gosta de sua aparência como mulher e começa a se chamar de Lili Elbe e foi uma das primeiras pessoas a passar por uma cirurgia de mudança de sexo da história. Pela interpretação, Eddie foi indicado ao Oscar de Melhor Ator.

Na terça-feira, o ator Daniel Radcliffe, astro da série de filmes Harry Potter, também criticou as observações de Rowling em um ensaio publicado no site do Trevor Project, uma organização sem fins lucrativos dedicada à intervenção em crises e prevenção de suicídio para pessoas LGBTQ. Ele observou que quase 80% dos jovens trans e não-binários são discriminados devido à sua identidade de gênero. "As mulheres trans são mulheres", escreveu Radcliffe

+J.K. Rowling

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1