Caso Madeleine: Polícia encontra porão escondido e encerra buscas em Hanôver

Autoridades informaram que a equipe começou a deixar o local na noite de quarta-feira (29)
Autoridades informaram que a equipe começou a deixar o local na noite de quarta-feira (29)
PorMarcos Henderson30/07/2020 10h56

A polícia alemã que investiga o desaparecimento da britânica Madeleine McCann encerrou as buscas em um jardim nos arredores de Hanôver nesta quinta-feira (30), mas ainda não coletou vestígios concretos do paradeiro da britânica Madeleine McCann. Apesar disso, os agentes conseguiram localizar um porão escondido.

Um porta-voz do gabinete de promotoria de Braunschweig informou que os investigadores começaram a deixar o local ainda durante a noite de quarta-feira (29), mas não deu maiores informações sobre o que foi coletado no local, que foi vasculhado com auxílio de duas pequenas escavadeiras, especialistas forenses e policiais que procuravam manualmente por pistas conectadas ao caso, além de cães farejadores.

Policiais removeram detritos com auxílio de pequenas escavadeiras
Policiais removeram detritos com auxílio de pequenas escavadeiras
Policiais removeram detritos com auxílio de pequenas escavadeiras

Todos os avanços das investigações estão sendo relatados pela imprensa alemã, já que as autoridades se negam a dar detalhes, possivelmente porque já houve repercussão negativa em relação à condução das investigações, sobretudo em 2013, quando a polícia teria informado o suspeito, midiaticamente chamado de Christian B, sobre a suspeita do crime, o que possibilitou a destruição das evidências que o incriminassem pelo desaparecimento de Madeleine, em 2007, aos 3 anos de idade.

As autoridades têm quase certeza de que a garota está morta, mas não apresenta provas forenses para tal afirmação, o que transforma as investigações em uma dor de cabeça constante para a família, que permanece sem respostas e, certamente, devastada. O desaparecimento aconteceu durante uma viagem de férias da família à cidade litorânea de Praia da Luz, na região do Algarve, em Portugal.

Christian B é nomeado como principal suspeito
Christian B é nomeado como principal suspeito
Christian B é nomeado como principal suspeito

A polícia alemã informou no mês passado que identificou um cidadão alemão de 43 anos como novo suspeito no caso e o investiga sob suspeita de assassinato. Atualmente preso na Alemanha, o suspeito passou vários anos em Portugal, inclusive na Praia da Luz, na mesma época em que Madeleine desapareceu, e também possui duas condenações anteriores por crimes sexuais envolvendo meninas.

Ele foi registrado pela última vez morando na Alemanha, na cidade de Braunschweig, que fica a cerca de 64 km de Hanôver. Entre 2013 e 2015, o suspeito passou algum tempo em Portugal e na Alemanha. Ele comandava um quiosque em Braunschweig e também viveu em Hanôver por vários anos, informou a agência de notícias alemã DPA.

No terreno do jardim, os investigadores cortaram árvores, escavaram o chão, revistaram as instalações com um cão farejador e removeram partes da fundação de uma antiga cabana. Um homem em um terreno vizinho disse à agência de notícias que o jardim não havia sido usado nos últimos dois anos.

+Madeleine

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson